Blog

19 abr 2022

5 erros mais comuns na hora de escolher um ponto comercial

5 erros mais comuns na hora de escolher um ponto comercial

A escolha do ponto comercial é uma das principais decisões que um empreendedor precisa tomar, e esta escolha pode ajudar no crescimento da sua loja, mas também atrapalhar o sucesso das vendas quando feita sem estudo e planejamento.
Pensando nisso, a Maria listou os 5 erros fatais para te ajudar a não cometer nenhum deles por aí. Confira a seguir.

1 – Não fazer planejamento

O primeiro erro que pode comprometer o processo de escolha do ponto comercial ideal para seu empreendimento é não fazer um planejamento dessa operação. Isso inclui:

  • estrutura buscada — metros quadrados, ambientes.
  • tipo de contrato — compra ou aluguel.
  • regiões de preferência.
  • orçamento disponível.

Sem isso, você pode acabar gastando além do planejado.

2 – Ignorar as preferências do seu público-alvo

Entender o perfil do consumidor é um dos primeiros passos na criação ou na expansão de qualquer empresa.
Saber como seu cliente pensa, age e compra pode indicar os caminhos mais adequados na condução do negócio.

3 – Só levar em consideração o custo do aluguel

Neste momento é importante você considerar não só a valor do aluguel, mas os custos extras, como segurança caso o estabelecimento seja em uma região de grande movimento, por exemplo.

Quando analisamos somente o custo mensal do ponto comercial, deixamos de ver as implicações do aluguel na rotina do seu negócio. Então, antes de fechar, imagine a operação já funcionando e visualize vantagens e desvantagens práticas do imóvel.

4 – Desconsiderar a facilidade de acesso ao local

Ao escolher um ponto comercial, é comum deixar de lado a questão da facilidade de acesso ao estabelecimento. Isso pode gerar diversos problemas para o negócio, como o aumento dos custos e a redução do número de clientes.

Ninguém gosta de ir até uma loja em que é difícil de chegar, com poucas vagas para estacionar ou nenhuma. Dessa maneira, se a sua loja não oferece um serviço exclusivo, poderá perder espaço para a concorrência.

5- Deixar de analisar a concorrência

Além de avaliar a quantidade e perfil do público presente no local é importante não deixar de estudar a região e identificar a presença de concorrentes — diretos e indiretos. Essa prática é fundamental para compreender quais estratégias podem ser adotadas para conquistar clientes e superar a concorrência da região.

Para saber mais sobre as franquias da Maria, clique aqui!

Compartilhe