Blog

12 ago 2015

Veja 10 erros de empreendedores iniciantes e saiba como evitá-los

Veja 10 erros de empreendedores iniciantes e saiba como evitá-los

Criar planos mirabolantes, investir antes de testar e não calcular o número de funcionários necessários são alguns erros comuns cometidos por empreendedores de primeira viagem, segundo consultores. Por isso, antes de iniciar qualquer atividade, é importante elaborar um plano de negócios. “É uma ferramenta fundamental para o sucesso de qualquer projeto”, diz Júlio Tadeu Alencar, consultor do Sebrae-SP (Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresa de São Paulo). O plano de negócios é um documento que descreve os objetivos da empresa e os passos necessários para que sejam alcançados, diminuindo riscos e incertezas. “É por meio dele que o empresário irá identificar e corrigir seus erros no papel, em vez de cometê-los no mercado. O alto grau de ansiedade para abrir o primeiro negócio contribui para que o empresário cometa alguns erros, por isso, é necessário comprometimento, pesquisa e trabalho duro”, afirma o consultor.

Para Miguel Queimado, fundador do Dreamshaper, site de educação empreendedora, a elaboração do documento é importante inclusive para empresas com modelos de negócio inovadores. “Mesmo se as alternativas forem diferentes do seu negócio, as pessoas já estão gastando esse dinheiro que você quer com outros produtos ou serviços. Descubra quais são e pense de que forma eles serão conquistados pelo o que você está oferecendo”, declara.

Além de conhecer o seu mercado de atuação e saber com detalhes como será seu produto ou serviço, fazer o plano de negócios ajuda a evitar deslizes comuns entre empreendedores inexperientes. Abaixo, os dois consultores apontam 10 erros e como corrigi-los ao elaborar um plano de negócios:

1. Criar um projeto mirabolante
O sucesso de uma ideia depende de sua execução. Por isso, quanto mais simples e objetivo for o projeto e o plano de negócios, mais fácil será manter o foco e partir para a ação.

2. Ser atraído apenas pelo dinheiro
Para começar um negócio próprio, nada melhor do que seguir seus sonhos e trabalhar em uma área que lhe dê prazer, afinal, você vai gastar a maior parte do seu tempo com esse projeto. A paixão é uma motivação mais forte do que o dinheiro para enfrentar os obstáculos que vão surgir.

3. Desconsiderar a concorrência
O plano de negócios deve responder quem são os concorrentes, que mercadorias ou serviços oferecem, quanto vendem, quais são seus pontos fortes e fracos e se seus clientes são fieis. Mesmo que não exista uma empresa com produto, serviço ou modelo de negócio similar, é importante saber em que os potenciais clientes gastam seu dinheiro e como atraí-los para sua empresa.

4. Investir antes de testar
Teste a ideia em pequena escala, mesmo que o produto ou serviço ainda não esteja totalmente pronto. É a melhor forma de saber se o negócio vai dar certo e o que precisa ser ajustado para crescer.

5. Não definir os detalhes do negócio
O empreendedor precisa conhecer as fases e os processos de produção, fornecedores e detalhar como seu produto ou serviço será ofertado: embalagem; opções de tamanho, cor, sabor; canais de venda e assim por diante. Se isso não for feito, custos não previstos podem até inviabilizar a empresa.

6. Não dar a devida atenção à necessidade de pessoal
Identifique o número de pessoas necessárias para o trabalho e que qualificação devem ter. Isso vale não só para a atividade-fim da empresa, mas também para rotinas de escritório.

7. Desconsiderar os impostos
Saiba quantos impostos vai pagar. Para muitos empreendedores, esta é a maior dificuldade ao administrar um negócio. Conheça os tributos relacionados à sua atividade e ao tipo de empresa que vai constituir.

8. Não fazer a análise de viabilidade
É necessário fazer uma estimativa do capital usado para começar a empresa e para tocá-la até que comece a dar lucro, considerando todos os investimentos em equipamentos, instalações, funcionários etc. Uma projeção de vendas ajuda a saber quando os resultados esperados serão alcançados e evita que o empreendedor fique no vermelho por muito tempo.

9. Fixar-se numa só ideia
Tenha sempre um plano B. Considere todas as possibilidades de uso do seu produto ou serviço e esteja aberto a mudanças. O mercado consumidor pode não se comportar da maneira prevista e adaptações podem ser necessárias para a continuidade da empresa.

10. Não estar aberto a críticas
Mostre o seu plano de negócios a várias pessoas, é importante ouvir outras opiniões enquanto ainda pode mudar. As críticas podem mostrar outros caminhos e até ajudar a salvar um novo negócio.

Fonte: UOL

Compartilhe